Cuidado - beleza

Vantagens para o bebê da mãe praticando ioga na gravidez


Além de uma simples questão física, o ioga pré-natal nos ajuda a compartilhar as mesmas experiências com outras mulheres, a nos sentirmos acompanhados, ouvidos e compreendidos. Eles também são múltiplos as vantagens para o bebê (e para a mulher) da mãe praticando ioga durante a gravidez. É um período vital em que você tem que dar à parte emocional o lugar que ela merece para o bem-estar de vocês dois, mãe e bebê. E é isso que juntos vamos encontrar nas aulas de ioga pré-natal.

O momento que optamos por praticar ioga pré-natal torna-se um momento de atenção plena em nossa gravidez, onde toda a atenção está focada em nosso corpo, em nós mesmos, em nossa respiração e entramos em uma conexão intensa com nosso bebê. Como podemos obter o máximo dessa prática? Aqui estão algumas dicas!

- Posturas suaves, respeitosas e agradáveis
À medida que a gravidez segue seu curso natural, as lacunas diminuem. É por isso que é importante criar muito espaço físico, mental e emocional dentro de nós. Um bebê começa a crescer em nosso corpo, mas também em nosso útero, e todos os órgãos começam, aos poucos, a se reposicionar até encontrar seu lugar. Não se apresse!

Durante os nove meses, as posturas de ioga são especificamente adaptadas a cada fase da gravidez e não requerem qualquer preparação física. Não é uma prática exigente a nível cardiovascular. Os movimentos acompanham a futura mãe para estabelecer um vínculo especial com seu bebê e entender todas as mudanças fisiológicas, anatômicas e emocionais que estão ocorrendo nela quase diariamente.

- Um momento de pausa
Mas acima de tudo, a ioga pré-natal é uma ajuda inestimável para parar o piloto automático, aprender a relaxar e ter um momento de tranquilidade, que é o que nosso bebê finalmente nos pede e continuará a exigir de nós quando estiver conosco ... Pare e respire , pare e respire, pare e respire.

A prática de ioga para o bebê traz os mesmos benefícios que para a mãe, pois o bebê é um companheiro ativo e está absorvendo tudo o que sente. A comunicação com ele é muito importante, seja qual for a situação emocional da futura mãe.

- Reconhecer e gerenciar nossas emoções
E, claro, você não precisa conter nenhuma emoção. Você pode ficar triste, você pode ter medo e temos o direito de nos preocupar porque isso também faz e faz parte da nossa vida. Observar essas emoções, reconhecê-las e expressá-las já ensina nosso bebê por dentro a viver e administrar as emoções.

Tudo o que é bom para a mãe é bom para o bebê. E é isso que acontece com a ioga. Quando criamos espaços no corpo - com posturas, trabalho de relaxamento ou meditação - ficamos mais confortáveis ​​e nos sentimos melhor.

- O papel da voz na gravidez e no parto
E, finalmente, você tem que prestar atenção à voz. Através do som, é descoberto um maravilhoso recurso natural com o qual as mulheres podem se permitir estar presentes em nosso corpo, facilitando uma maior produção de oxitocina (hormônio do amor) e endorfinas (hormônio do bem-estar). Além disso, estando em forma com os mantras que utilizamos na prática do ioga pré-natal, podemos acompanhar nosso bebê com confiança, harmonia e presença durante toda a gestação e nascimento.

Todos esses recursos são vitais para gerar confiança em nós mesmos, no bebê e no processo inteligente, mágico e maravilhoso da vida. O bem-estar da futura mãe e do bebê é essencial para viver uma gravidez em plenitude.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Vantagens para o bebê da mãe praticando ioga na gravidez, na categoria Cuidado - beleza no local.

Vídeo: Os benefícios do Yoga na Gravidez (Outubro 2020).